(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

18 de maio de 2016

O Museu de História Nacional





Criado em agosto de 1922, por decreto do Presidente Epitácio Pessoa, o Museu Histórico Nacional inicia suas atividades em outubro do mesmo ano, integrando a Exposição do Centenário, com duas salas na Casa do Trem.





















Ao longo de sua trajetória, o Museu Histórico formou o maior acervo sob a guarda do Ministério da Cultura e transformou-se em importante centro gerador de conhecimento, passando a ocupar, gradativamente, todo o conjunto arquitetônico da Ponta do Calabouço, nascido do Forte de Santiago.



Abrigando o primeiro curso de museologia do país e servindo como ponto de partida para a constituição de importantes museus brasileiros, o Museu Histórico passa a ser conhecido internacionalmente na década de 40.


ARQUIVO HISTÓRICO

O Museu Histórico Nacional oferece ao público Arquivo Histórico, com 55.600 documentos iconográficos e manuscritos sobre a história do Brasil. O Museu mantém, ainda, Arquivo Institucional sobre a trajetória do próprio Museu Histórico Nacional, com documentos, fotografias, impressos, recortes de jornal, etc. As fotos utilizadas para ilustrar o item "ARQUITETURA E HISTÓRIA" integram este acervo.